Estratégia eletrônica – Segurança em primeiro lugar

Adilson Abachioni, Auto Astral Mecânica Av. dos Pequis, 320 Jd. Vl. Formosa (11) 2916-0599
Adilson Abachioni,
Auto Astral Mecânica
Av. dos Pequis, 320
Jd. Vl. Formosa
(11) 2916-0599

Os sistemas eletrônicos dos automóveis estão cada vez mais sofisticados e, se por um lado isso é bom, pois traz mais conforto para o motorista, por outro requer mais atenção, principalmente em relação à manutenção preventiva. Assim, o dono do carro precisa ficar atento e não descuidar, pois as montadoras têm investido milhões e milhões em estratégias eletrônicas para tornar os veículos cada vez mais seguros.

O que uma coisa tem a ver com a outra: manutenção preventiva, estratégia eletrônica e segurança? Tudo. Recentemente acompanhamos um caso assim. O dono do carro, um Volkswagen Voyage i-Motion, trouxe o veículo para a oficina pois o câmbio automatizado não funcionava direito, a troca das marchas só era possível de forma manual, pelas borboletas atrás do volante. No modo automático, não realizava a mudança de marchas.

consultor-adilson-1voyage
Estratégia do i-Motion é não trocar marchas automaticamente se luzes de freios estiverem ruins

No painel, a luz de EPC (Eletronic Power Control) estava acesa. Com o scanner, fizemos a leitura dos defeitos e foi constatado duas possibilidades: interruptor de freio ou lâmpada de freio. Verificamos o interruptor primeiro e ele realmente estava com problemas. Fizemos a substituição por um novo e resolvemos o defeito. Fizemos, então, uma experiência para entender melhor por que o câmbio deixa de trocar as marchas automaticamente quando o interruptor falha. Assim, retiramos uma das lâmpadas de freio e rodamos com o carro. Tudo normal.

consultor-adilso-2epc
Luz EPC acesa no painel

Decidimos, então, retirar a outra lâmpada e fomos para a rua. Dessa vez, o carro entrou em emergência e as marchas pararam de funcionar no modo automático. Entendemos assim a estratégia utilizada pela engenharia da montadora. Sem luz de freio, o risco de colisão traseira aumenta, e atua sobre o funcionamento do câmbio como forma de obrigar o motorista a buscar uma oficina.

O arremate do serviço é apagar a luz de EPC no painel com ajuda do scanner. Não recomendamos o desligamento dos cabos da ECU para fazer o reset da lâmpada (procedimento que tem sido divulgado por vídeos amadores na internet), pois pode ocorre de o veículo não reconhecer mais a módulo, e se isso acontecer será preciso levar o carro de guincho a uma autorizada, uma vez que somente a rede concessionária dispõe do scanner original para efetuar esse serviço. De uma forma geral, este é um ‘defeito’ que ocorre em todos os modelos VW com câmbio i-Motion.

Interruptor do pedal do freio estava com defeito
Interruptor do pedal do freio estava com defeito

Modo de condução
Algo me tem me intrigado bastante em relação aos câmbios automatizados e o grande número de reclamações, principalmente de trancos na mudança de marchas. Muitos criticam o pois não entendem que é preciso mudar a forma de dirigir.

Imagine que está em um carro manual. Ao trocar a marcha, instintivamente tira-se o pé do acelerador, aperta a embreagem, troca de marcha, solta a embreagem e volta a acelerar. Faça isso sem tirar o pé do acelerador. Ao soltar a embreagem, terá um tranco. Assim, quando perceber que o carro vai mudar de marcha, alivie o pé do acelerador. Isso vai reduzir o tranco ou até mesmo evitá-lo.

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.