Novo Polo Highline: o 1.0 litro de R$ 74.490

O Volkswagen Novo Polo bem que poderia ser chamado de Novo Gol. Seria, assim, um belo upgrade ao modelo mais vendido no Brasil, tal como ocorreu com Passat e até mesmo o Fusca, que deixou de ser o carro do povo para virar uma máquina de causar inveja. Mas, internacionalmente o Polo é o xodó da marca, assim, estrategicamente, substitui o modelo antigo, que já estava cansado.

Traseira lembra mais o Gol do que o Golf

Avaliamos o modelo topo de linha, Highline, com todos os opcionais disponíveis, com destaque para o painel digital configurável e as rodas de 17 polegadas exclusivas para a versão. Preço de lançamento: R$ 74.490. Pelo valor, faltaram alguns itens como teto solar, ar-condicionado de duas zonas e apoio de braços no banco traseiro. Uma pena, sem falar que é quase um absurdo tanto dinheiro por um carro 1.0 litro, mesmo sendo turbo e injeção direta.

No interior, faltaram alguns itens como teto solar, ar-condicionado de duas zonas

Mas, a verdade é que brasileiro gosta de pagar caro quando o assunto é carro. Dá aquela sensação de poder, sabe? E com isso as montadoras vão enchendo os bolsos. Porém, no caso do Novo Polo, a versão Highline com todos os opcionais é a mais interessante de todas, inclusive no quesito custo-benefício, pois o painel digital configurável é bárbaro.

O painel digital configurável é bárbaro, pena que está disponível apenas para a versão mais cara

A grande tela de 10,25 polegadas mostra todas as informações necessárias para conduzir o veículo da forma mais econômica possível. A única crítica é que não permite visualizar o consumo médio e instantâneo simultaneamente. Mas, a possibilidade de configurá-lo permite nível de personalização incrível, com destaque para o espelhamento do mapa do GPS.

Tanta sofisticação exige jovialidade do motorista, pois há dezenas de botões que alteram o visual do painel. Assim, leva-se tempo para se acostumar a todos os comandos, uma vez que o painel digital está interligado à central multimídia de tela de 8 polegadas, que também dispõe de comandos para mudar as informações que são exibidas no painel.

Ao volante

Também fez falta o apoio de braços no banco traseiro

A experiência de condução do Novo Polo é satisfatória. O motor 1.0 3 cilindros turbo de injeção direta desenvolve 128 cv de potência máxima e 20,4 kgfm de torque máximo, sendo que a 2.000 rpm a aceleração começa a ficar intensa. O câmbio automático Aisin de seis marchas tem boa calibração, curtas o bastante para privilegiar menor consumo no trânsito intenso dos centros urbanos. A última poderia ser um pouco mais longa, para oferecer velocidade final um pouco maior, do que os 192 km/h anunciados pela montadora.

Freio a disco nas quatro rodas é destaque das versões com motor TSI

Os modelos 200 TSI (Comfortline e Highline) vêm equipados com freios a disco nas quatro rodas, enquanto os Polo com motor aspirado (1.0 e 1.6) têm freios a tambor nas rodas traseiras. Poderiam todos eles vir com freio a disco nas quatro rodas? Sim, pois não existe explicação técnica para os TSI serem diferentes. Uma rápida análise de desempenho das versões mostra que velocidade máxima e aceleração de 0 a 100 km/h dos TSI e dos 1.6 MSI são praticamente idênticas: 193 km/h e 9,6 s, no 1.6 MSI, e 192 km/h e 9,6 s no TSI. A única diferença é no peso: 1083 kg, do 1.6, ante 1147 kg, do TSI.

Porta-malas conta com fundo falso

Mas, voltando à avaliação, o Highline freia muito bem. Um leve toque no pedal dá início à frenagem. Parte disso é graças ao batalhão de tecnologias de segurança ativa que equipam o modelo, como ABS, EBD, ESP, controle de tração e Limpeza Automática dos Discos de Freio, entre outros.

Versão conta com saída de ventilação e tomada USB para ocupantes do banco traseiro

No entanto, o carro não é infalível. Tal como a maioria dos modelos nacionais, o Novo Polo sofre com irritantes barulhos de batente da suspensão. Não são muito altos, mas existem. E, claro, parte da culpa disso são as ruas esburacadas e cheias de ondulações. Mas o pior ocorre quando se coloca a tampa do fundo falso do porta-malas na posição mais baixa e não se coloca nada sobre ela. Nesta posição, o barulho aumenta, muito provavelmente por não ter um encaixe perfeito. Mas, felizmente isso é fácil solucionar.

Outro ponto que deixou a desejar foi o consumo. Mais potente e pesado do que o up! TSI, com quem compartilha o tipo de motor, o Novo Polo 200 TSI chegou a fazer 16,6 km/l na estrada, com gasolina, mas foi difícil manter os 11 km/l na cidade, com o mesmo combustível. O up! TSI chegou a fazer 20 km/l na estrada, nas mesmas condições. Mas, o nível de conforto do Polo é maior, assim, até vale a pena perder um pouco no consumo.

Em geral, portanto, o Novo Polo Highline de R$ 74.490 tem mais altos do que baixos. Claro que se o preço fosse 30% menor, seria um valor muito mais justo para o sofrido povo brasileiro, e talvez as vendas seriam maiores. Talvez.

Ficha técnica
Volkswagen Novo Polo 200 TSI
Motor: dianteiro, transversal, flex, 3 cilindros, turbo, injeção direta, 999 cm³, 12 v, 128/116 cv a 5500 rpm (etanol/gasolina), 20,4 kgfm entre 2000-3500 rpm (e/g); diâmetro x curso: 74,5 x 76,4 mm; taxa de compressão: 10,5:1
Câmbio: automático de 6 marchas
Tração: dianteira
Direção: assistência elétrica
Suspensão: independente na dianteira, tipo McPherson, e eixo de torção na traseira
Freios: a disco nas quatro rodas, ventilado na dianteira e sólido na traseira
Rodas e pneus: liga leve 185/65 R15 (Comfortline) ou 195/55 R16 (Highline) – opcional: 205/50 R17
Dimensões: comprimento, 4057 mm; largura, 1751 mm; altura, 1498 mm; entre-eixos, 2565 mm, peso, 1147 kg, porta-malas, 300 l; tanque de combustível, 52 l
Desempenho: velocidade máxima, 192/187 km/h (e/g); aceleração 0 a 100 km/h: 9,6/10,1 s (e/g)
Consumo PBE-V Inmetro: cidade – 8/11,6 km/l (e/g); estrada – 9,8/14,1 km/l (e/g)

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.