Nakata ensina a trocar amortecedor da CG 125 Fan

Os amortecedores das motocicletas têm a função básica de frear o movimento de oscilação da mola, que sustenta o peso e absorve as irregularidades do solo. Item de segurança nas motocicletas, os amortecedores requerem alguns cuidados na hora da instalação.

Na Honda CG 125 Fan a substituição dos amortecedores é simples, eles têm apenas dois pontos de fixação com parafusos superior e inferior. “Para facilitar a troca, utilize o cavalete central ou um macaco regulável para tirar a tensão entre os pontos de fixação e apoiar a balança com a roda traseira para que ela não caia, solte os dois pontos de fixação e retire os amortecedores”, comenta Eduardo Guimarães, supervisor de treinamento da Nakata.

Na parte superior, coloque a arruela de encosto no pino e encaixe o amortecedor nos dois pontos de fixação. Monte a arruela de encosto externa na parte superior e fixe a porca sextavada de 14mm. Na inferior, fixe o parafuso sextavado de 12mm. Em seguida, deve-se efetuar os apertos de 3,5 kg.f com o torquimetro.

Ele lembra ainda que os amortecedores devem ser trocados em pares para não comprometer a estabilidade e dirigibilidade.

O amortecedor vem com gravação da marca Nakata, código da peça e rastreabilidade do produto, além de acompanhar o certificado de garantia (6 meses), que deverá ser preenchido com a data de instalação.

Assista ao vídeo desta dica

Tipos de suspensão
Guimarães  explica que há dois tipos de suspensão traseira nas motos, as simples, que contém dois amortecedores com molas já integradas e a monoshock, que contém um amortecedor central e também mola integrada, esse último sendo mais utilizado em motos fora de estrada, trail e esportivas. Segundo Guimarães, o sistema simples com dois amortecedores é mais antigo, porém eficaz.

O amortecedor conta com mola helicoidal já integrada com 5 regulagens de pré-carga. “É fundamental regular corretamente a pré-carga da mola”, adverte o supervisor de treinamento.

Guimarães explica que, geralmente, o amortecedor vem na regulagem mínima de pré-carga. É preciso regular a pré-carga de ambos os lados da moto por igual, de acordo com as condições de rodagem de cada motociclista. “Trafegar com duas pessoas na regulagem mínima pode gerar sobrecarga no conjunto”, ressalta.

O estado da balança de suspensão e do quadro também são importantes. “O quadro deve estar bem alinhado e a balança traseira sem empeno e deformações, bem como as buchas que fazem o apoio do eixo central da balança, não podem ter folgas, pois deteriorariam os amortecedores”, alerta Guimarães, acrescentando que forçariam os amortecedores a trabalhar com cargas laterais, reduzindo a durabilidade. Amortecedores, buchas e molas danificados prejudicam uma dirigibilidade segura.

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.