Audi A5: Design campeão

Não parece, mas o Audi A5 é um hatchback premium de porte médio. Afinal, são 4,73 m de comprimento e entre-eixos de 2,82 m. Lançado no ano passado, o modelo conquistou diversos prêmios, com destaque para o Carro Premium do Ano, da revista AutoEsporte, o mais cobiçado de todos. O que faz dele um campeão? Quase tudo.

O primeiro item é o design. Impossível não prestar atenção. Linhas limpas, suaves, cintura alta, faróis e lanternas traseiras alongadas, e o perfeito caimento da traseira, fazem do A5 um carro a ser cobiçado. Mas, o mais bacana do design é a ausência de moldura nos vidros das portas, que deixa o visual mais leve.

Como todo carro premium o preço é absurdo para a maioria dos mortais que mora no Brasil e recebe salário em reais. A versão avaliada, Ambition Plus, custa a partir de R$ 268.990, e conta com motor 2.0 turbo de dupla injeção (direta e indireta), de 252 cv de potência e 370 Nm de torque máximo, além de alguns mimos como painel digital com GPS integrado, ar-condicionado de três zonas, teto solar, faróis em led, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de ré, entre dezenas de outros.

Porém, a unidade avaliada estava equipada com todos os opcionais disponíveis para o modelo: controle de cruzeiro adaptativo com assistente de tráfego, alerta de colisão frontal, alerta de tráfego cruzado traseiro, assistente de farol alto e alertas de mudança de faixa e ponto cego, frenagem automática de emergência e head-up display. Em outras palavras, mais de R$ 300.000.

Mas, faltou o assistente de estacionamento, aquele que faz baliza e estaciona em vagas perpendicular automaticamente. Assim, não é perfeito, mas chega perto.

Ao volante
Dirigir um Audi é sempre um bom negócio. O controle de cruzeiro adaptativo (ACC) associado ao alerta de mudança de faixa torna a condução muito mais simples, pois o motorista pode simplesmente deixar o carro acelerar e frear sozinho enquanto presta atenção na sinalização e obstáculos da via.

A Audi trouxe para este modelo o assistente de tráfego que na teoria funciona assim: em velocidade até 65 km/h, ao acionar o ACC e o alerta de mudança de faixa, diversos dispositivos como câmeras, radares e sensores monitoram o trânsito ao redor o que permite ao motorista retirar as mãos do volante.

Na prática, porém, não funciona no Brasil, pois frequentemente o sistema perde as referências e desliga. As situações mais comuns são cruzamentos, faixa apagada e motociclistas no corredor. O chato é que não emite nenhum tipo de alerta, somente as luzes indicativas no painel se apagam, assim, mesmo quanto ativado, é preciso prestar atenção ao tráfego.

Independente disso, dirigir o A5 é diversão pura e certeza de fazer sucesso onde quer que se vá. Toda tecnologia e conforto interno reflete na alta exigência dos consumidores da marca, e mesmo com uma suspensão que não foi pensada no padrão ruim das vias brasileiras, é possível utilizar o carro no dia a dia.

Ficha técnica
Audi A5 Ambition Plus
Motor: dianteiro, transversal, turbo, gasolina, injeção direta e indireta, 4 cilindros, DOHC, comando de válvulas variável na admissão e escape, 1.984 cm³, 16 v, 252 cv a 5000-6000 rpm, 370 Nm a 1600-4500 rpm; diâmetro x curso: 82,5 x 92,8 mm; taxa de compressão: 9,6:1
Câmbio: automatizado de dupla embreagem, 7 marchas
Tração: integral
Direção: assistência elétrica
Suspensão: independente nas quatro rodas, braços sobrepostos na dianteira, e multilink na traseira
Freios: a disco nas quatro rodas, ventilados na dianteira e na traseira
Rodas e pneus: liga leve 245/40 R18
Dimensões: comprimento, 4733 mm; largura, 1843 mm; altura, 1386 mm; entre-eixos, 2824 mm, peso, 1535 kg, porta-malas, 480 l; tanque de combustível, 58 l
Desempenho: velocidade máxima, 250 km/h; aceleração 0 a 100 km/h: 6 s
Consumo PBE-V Inmetro: cidade – 8,5 km/l; estrada – 13 km/l

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *