Hyundai lança o caminhão leve HD 80

 

A Hyundai CAOA lançando o caminhão leve HD80, equipado com o um propulsor 3.0 litros FPT F1C 2ST, com quatro cilindros em linha, sistema EGR, dois turbos, intercooler e injeção eletrônica de combustível Commom Rail, 170 cv a 3.500 rpm e torque de 40,8 kgf.m (400 N.m), entre 1.500 e 2.200 rpm.

Produzido na planta de Anápolis (GO), o caminhão aceita vários tipos de configuração como baú carga seca, baú isotérmico, baú frigorífico, carroceria aberta, plataforma de guincho, cesto aéreo, truck food.

A cabine do HD 80 ganhou uma nova grade frontal, enquanto no interior o quadro de instrumentos e o console central foram redesenhados, manopla de acionamento do freio de estacionamento, que passou a ser pneumático, além da inclusão do computador de bordo. De vem equipado com sistema de freios pneumático, em substituição ao hidráulico utilizado antitravamento das rodas (ABS).

O veículo teve um aumento do Peso Bruto Total (PBT), passou de 7.800 kg, no HD 78, para 8.000 kg, no HD 80, ou seja, tem 5.263 kg de capacidade de carga, contando com o implemento (baú, carroceria – aberta ou fechada, entre outras), que normalmente pesa 800 kg, ele é capaz de transportar como carga líquida, em torno de 4.463 kg.

Já o motor 3.0l de 170 cv, tem uma faixa de rotação bastante ampla devido à utilização de dois turbos de dimensões diferentes e que trabalham em série, assegurando que o seu torque permaneça na faixa máxima de rotação, garantindo o desempenho, além da economia de combustível e baixa emissão de poluentes. Outra novidade do propulsor é a tecnologia EGR (Exhaust Gas Recirculation), em português: Recirculação de Gases do Escape), que elimina a necessidade da utilização de ARLA e reduz a emissão de poluentes, atendendo, assim, as exigentes normas da sétima fase (P-7) do Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE). O sistema de arrefecimento foi totalmente redesenhado para atender às especificações de transferência de calor do propulsor FPT F1C 2ST, o reservatório de expansão do liquido de resfriamento passou a ser instalado externamente, logo atrás da cabine do modelo, o que torna a verificação do nível simples e rápida.

O HD 80 está equipado com uma transmissão manual de cinco marchas, com sistema de embreagem servo-assistido, item que torna o acionamento do pedal mais leve para o condutor. O câmbio utilizado por esse lançamento possui um escalonamento de marchas projetado para proporcionar o melhor aproveitamento do torque e da potência gerados pelo motor.

A caixa de câmbio é ligada ao diferencial traseiro por um novo eixo cardan, do tipo monotron, ou seja, os dois segmentos que compõem o eixo (frontal e posterior) são balanceados em conjunto. O diferencial traseiro conta com uma nova relação entre pinhão e cremalheira (6,50:1), mais curta quando comparada ao do seu antecessor, contribuindo, assim, para uma melhora no desempenho.

Freios pneumáticos

O sistema de freios é inteiramente novo, onde foi substituído o hidráulico por pneumático, e tecnologia antitravamento das rodas (ABS). Com essa evolução, as frenagens ficaram ainda mais confiáveis, independentemente da situação, além de aumentar a robustez do conjunto e contribuir para a redução nos custos de manutenção.

O HD 80 também conta com sistema de ajuste automático da folga das lonas de freios, o que elimina a realização manual dessa regulagem. Outra novidade está no acionamento do freio de estacionamento, que passou a ser realizado por uma alavanca situada no console central, entre os bancos do motorista e dos passageiros.

Já o chassi é produzido em aço e conta com um sistema de travessas parafusadas e rebitadas, o que confere excelente resistência às forças de flexão e torção, de modo a assegurar um baixo nível de deformação durante toda a vida útil do veículo.  O quadro do chassi foi desenvolvido para oferecer flexibilidade para a instalação várias configurações.

O modelo está equipado com novos eixos e suspensões dianteira e traseira. Entre os itens que passaram por evoluções nas suspensões estão, os novos feixes de molas, amortecedores e barras estabilizadoras dianteira e traseira, redimensionados para garantir conforto e estabilidade em qualquer condição de operação. Já, nos eixos dianteiro e traseiro, os destaques das mudanças são: ponta de eixo, braço de direção, carcaça do diferencial traseiro, entre outros.

A cabine do HD 80 está montada sobre coxins hidráulicos e conta com uma barra de torção, proporcionando, desta forma, uma melhor absorção dos impactos e torções provenientes das irregularidades do solo, aumentando, consequentemente, o conforto para os ocupantes do habitáculo. Os serviços de manutenção e verificações de rotina são realizados facilmente, graça ao basculamento da cabine com inclinação de 45°, o que garante acesso rápido ao motor e demais itens mecânicos.

O interior do caminhão foi desenvolvido com base em pesquisas com profissionais de transporte. Por isso, foi privilegiada a ergonomia, conforto e funcionalidade. O acesso é feito por degrau extralargo e a presença de um corrimão nas portas, facilitando a entrada e saída dos ocupantes. O assento é reclinável e corrediço, e em conjunto com a coluna de direção com ajuste de inclinação, permitem ao condutor um ajuste ideal conforme a sua estatura física.

 

Antonio Puga

Antonio Puga

Antonio Puga é jornalista, especializado no setor automotivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.