Bosch desenvolve tecnologia para condução autônoma de motos

A  cada dia novas tecnologias são desenvolvidas para oferecer mais segurança para os motoristas. Mas para aqueles que pilotam motocicletas, a realidade ainda envolve uma série de situações perigosas. O risco de morrerem em um acidente é até 20 vezes maior que motoristas de carro. Na Alemanha, por exemplo o número de acidentes fatais com motocicletas cresceu 9% no último ano, de acordo com o Gabinete de Estatísticas Federais.

Para  reduzir os índices de acidentes, a Bosch  vem desenvolvendo um novo pacote de segurança para motocicletas, incluindo o Piloto Automático Adaptivo (ACC), alerta de colisão frontal e detecção de ponto cego. Este pacote é formado por tecnologias que também estão presentes em veículos autônomos.

As fabricantes de motocicletas KTM e Ducati incluirão os novos sistemas de assistência ao condutor em seus modelos até 2020.

Estudos feitos pela Bosch mostram que acidentes envolvendo motocicletas têm duas causas principais: a perda de controle do condutor e colisões com outros veículos. Outro motivo para equipar os veículos com tecnologias inteligentes de segurança é que nove entre 10 acidentes são causados por falha humana.

De acordo com pesquisa da empresa, sistemas de assistência por radar poderiam prevenir um em cada sete acidentes envolvendo motocicletas. Estes assistentes eletrônicos estão sempre vigilantes e, em caso de emergência, respondem mais rapidamente do que qualquer pessoa conseguiria. A tecnologia que sustenta estes sistemas é uma combinação do sensor de radar, sistema de freio, gerenciamento de motor e HMI (Interface Homem-Máquina).

O radar de motocicletas é como um órgão sensorial e possibilita novas funções de assistência e segurança, ao mesmo tempo em que fornece uma imagem precisa dos arredores do veículo. Como resultado, essas funções de assistência não apenas aprimoram a segurança, mas também aumentam o lazer e o conforto, pois facilitam a vida dos condutores.

Novas tecnologias

Piloto Automático Adaptivo (ACC)-Ajusta a velocidade da moto ao fluxo do tráfego, mantém a distância necessária e segura do veículo à frente.

Alerta de colisão frontal- Sistema de alerta de colisão para motocicletas que reduz o risco de uma colisão traseira. O sistema é ativado assim que o veículo entra em movimento e dá suporte ao condutor em todas as faixas de velocidade. Se ele detecta que outro veículo está se aproximando perigosamente e o condutor não reage à situação, ele avisa o motorista através de um sinal acústico ou óptico.

Detecção de ponto cego–  Vigia todas as direções de forma que o motociclista possa mudar de faixa com segurança. O sensor de radar serve como o olho eletrônico do sistema de reconhecimento de ponto cego, identificando objetos em áreas de difícil visibilidade. Sempre que há um veículo no ponto cego do condutor, a tecnologia avisa por meio de um sinal óptico, por exemplo, no espelho retrovisor da motocicleta. Para a Bosch, os sistemas de assistência ao motociclista são mais um passo para tornar a mobilidade livre de emissões, acidentes e estresse uma realidade.

 

 

 

Antonio Puga

Antonio Puga

Antonio Puga é jornalista, especializado no setor automotivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.