A tecnologia do Catalisador de Redução Seletiva Corrugado para veículos pesados

Utilizado em motores diesel e responsável por transformar o NOx em nitrogênio e água, o Catalisador de Redução Seletiva (SCR) é um dos sistemas mais avançados na conversão de gases nocivos em vapores inofensivos à saúde. O componente também é essencial para que os veículos se adequem ao sistema Euro 6.

Segundo  Miguel Zoca, gerente  de Aplicação do Produto da Umicore, a legislação sobre emissões ficará mais rígida. “A próxima legislação de emissões – Proconve P8/Euro 6 –, que deve entrar em vigor em 2023, terá limites de emissões mais rígidos para os veículos diesel. Por isso, a tecnologia dos sistemas de emissões deve ser baseada na ação conjunta de três tipos de catalisadores, inclusive do SCR”, comenta .

Os catalisadores SCR podem ser produzidos com substratos cerâmico e corrugado, sendo o último uma solução bastante eficiente para os veículos pesados. “A peça é composta por uma folha flexível, ativa e resistente à alta temperatura, que é plissada e enrolada, formando canais para passagem dos gases de exaustão. Isso viabiliza a otimização de material catalítico internamente revestido, gerando maior atividade. Além disso, a menor densidade volumétrica da peça propicia um aquecimento mais rápido, resultando em um light-off acelerado”, explica o especialista.

O corrugado conta com um sistema morfológico trimodal, com micro, meso e macro poros, fazendo com que os gases tóxicos atinjam com mais facilidade as camadas catalíticas, o que contribui para uma conversão mais eficiente.

O SCR age convertendo os óxidos de nitrogênio (NOx) emitidos pelos motores diesel em nitrogênio, que representa 75% do ar que respiramos. Entretanto, para que essa reação seja possível, é necessária a presença de amônia (NH3), formada a partir de uma solução aquosa de ureia (ARLA 32) injetada antes do sistema. O resultado é a redução de até 95% das emissões de N NOx.

Antonio Puga

Antonio Puga

Antonio Puga é jornalista, especializado no setor automotivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *