Mitsubishi lança Eclipse Cross

Quando o email-convite para o lançamento do Mitsubishi Eclipse chegou na caixa de entrada, um sorriso se desenhou no meu rosto. Uma lembrança logo me veio à mente, ainda do século passado, final dos anos 1990, quando acelerei um Eclipse pela primeira vez, com aquele calombo no capô e ronco infernal… Será? – pensei. Será que vou reviver essa mesma sensação boa novamente?

De lado, até lembra um coupé, mas nem tanto…

Mas, estranhei uma palavra no título do email: Convite para o lançamento do novo Mitsubishi Eclipse Cross. Cross? Eclipse Cross? Será um esportivo com suspensão elevada e apliques plásticos para dar uma roupagem de aventureiro? Na imagem do convite, uma dica do que viria…

Na traseira, destaque para a janela dividida

Bom, não tem apliques plásticos, mas também não é mais o icônico esportivo do século passado… O novo Mitsubishi Eclipse Cross é um crossover, uma mistura de coupé com utilitário, que será posicionado entre o ASX e o Outlander, e chega em duas versões, HPE-S, com tração 4×2, e HPE-S S-AWC, 4×4 integral. O 4×2 custa R$ 149.990, e o S-AWC, R$ 155.990.

Janela dividida serve para aumentar visibilidade traseira e facilitar manobras

À primeira vista, o novo SUV agrada. Poderia ter outro nome para não causar confusão. Mas, o marketing é assim mesmo. O design até lembra um coupé, mas é preciso fazer uma certa força na imaginação. Afinal, coupé tem apenas duas portas, portas sem moldura nos vidros e caimento radical da traseira, elementos ausentes no Eclipse Cross, pois é um SUV.

Teto solar duplo é item de série das duas versões disponíveis

Ainda no design, destaque para a linha curva do teto que harmoniza com o desenho que se sobressai pelas laterais até a parte traseira, encontrando o vidro traseiro inclinado. E é no design traseiro que o Eclipse Cross se distingue, pelo estilo criado em torno das luzes altas e perpendiculares ao solo, além de uma janela traseira dividida horizontalmente que possibilita uma visão ainda maior de dentro para fora do veículo.

Mecânica
O Eclipse Cross estreia um novo motor, MIVEC Turbo 1.5L com dupla injeção (direta e indireta), de 165cv de potência e 25,5kgf.m de torque, acoplado a um câmbio CVT com oito marchas virtuais. Um tanto o quanto pequeno para os 1540/1605 kg de peso do modelo, o que reflete em aceleração de 0 a 100 km/h em mais de 11 segundos, e velocidade máxima de 195 km/h.

A suspensão é independente nas quatro rodas, tipo McPherson na dianteira e Multilink na traseira, com barra estabilizadora em ambos os lados. Segundo a Mitsubishi, as buchas traseiras contam com sistema de molas em cunha envoltas em dois tipos de borracha, para melhor absorção de vibrações. A direção conta com assistência elétrica e raio de giro de 5,3 metros.

Tecnologia
As duas versões do modelo são completos e vem com o mesmo pacote tecnológico, sendo a única diferença o sistema de tração 4×4 inteligente S-AWC (Super All Wheel Control), o mesmo presente no Lancer Evolution, que utiliza acoplamento eletromagnético para controlar automaticamente a distribuição de torque entre os eixos dianteiro e traseiro. Além disso, conta também com o AYC (Active Yaw Control), que faz otimização do torque entre as quatro rodas. O motorista pode optar por três tipos de condução: AUTO, SNOW ou GRAVEL, dependendo das condições de cada tipo de terreno, visando melhorar a precisão na condução, estabilidade e manobrabilidade em estradas escorregadias.

Interior conta com acabamento soft touch

Entre as tecnologias embarcadas, destaque para o ACC, controle de cruzeiro automático, que acelera e para o carro de acordo com o veículo da frente, faróis com lâmpadas de led, com acionamento automático do farol alto, e DLR também em led, head-up display colorido, que projeta no para-brisas informações de velocidade, ACC, entre outros, assistente de permanência em faixa de rolagem, assistente de ponto cego, sistema de alerta de colisão em caso de partida acidental (caso o motorista engate Drive ao invés de marcha-à-ré, por exemplo, e tenha um obstáculo a uma distância de até 4 metros).

Head-up display colorido

Ao todo, o modelo conta com nove airbags: dianteiros, cortina, laterais e de joelho para o motorista, ar-condicionado de duas zonas, teto solar duplo panorâmico, chave por presença com botão de partida, e sistema multimídia com espelhamento de smpartphones Android e iOS, com WiFi integrado e aplicativos nativos como Waze e Spotify, com tela touchscreen de 7 polegadas.

Detalhe do painel

Os bancos traseiros são deslizantes, com encosto regulável. O porta-malas, de 473 litros, pode chegar a 1.197 litros de capacidade, com o rebatimento dos bancos, que são de couro. As rodas são aro 18, calçadas com pneus 225/55 R18.

O Eclipse Cross pode ser encomendado em nove cores: Bronze Metálico, Azul Sporty Metálico, Vermelho Orient Metálico, Cinza Titanium Metálico, Prata Sterling Metálico, Branco Pearl Perolizado, Branco Polar Sólido, Preto Pearl Perolizado, além da Vermelho Diamond Tri-coat Metálica, desenvolvida exclusivamente para o modelo.

Amanhã, a Mitsubishi oferece teste drive do modelo, quando teremos as primeiras impressões de direção.

Assista ao vídeo clipe do modelo:

Ficha técnica
Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S e HPE-S S-AWC
Motor: 4B40 MIVEC Turbo, gasolina, transversal, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, DOHC, 1.499 cm³, injeção eletrônica direta e indireta multiponto semi-sequencial, 165 cv @ 5.500 rpm, 25,5 kgfm @ 2.000~3.500 rpm, diâmetro x curso: 75 x 84,8 mm, taxa de compressão: 10:1
Transmissão: CVT, com 8 marchas virtuais
Tração: 4×2 (HPE-S)/4×4 integral (HPE-S S-AWC)
Freios: a disco nas quatro rodas, ventilados na dianteira e sólidos na traseira
Direção: elétrica
Rodas e pneus: liga leve 225/55 R18
Suspensão: independente nas quatro rodas, tipo McPherson na dianteira e multilink na traseira
Comprimento: 4405 mm
Largura: 1805 mm
Altura: 1685 mm
Entre-eixos: 2670 mm
Peso: 1540 kg (HPE-S)/1605 kg (HPE-S S-AWC)
Porta-malas: 473 l (1197 l com bancos rebatidos)
Tanque de combustível: 63 l (HPE-S)/60 l (HPE-S S-AWC)
Velocidade máxima: 195 km/h; aceleração 0 a 100 km/h: 11,1 s (HPE-S)/11,4 s (HPE-S S-AWC)
Consumo: n/d

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.