Dois conceitos e um SUV são destaques da Volkswagen

De olho na eletrificação automotiva, a Volkswagen apresenta durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2018, que começa na quinta-feira, 8, o conceito I.D. CROZZ, um crossover meio coupé meio SUV que entrará em produção em 2020 que conta com dois motores, um para cada eixo, sendo 203 cv na traseira e 102 cv na dianteira, somando assim 305 cv de potência total, tração nas quatro rodas e 500 quilômetros de automotiva com uma carga da bateria.

Outro conceito apresentado pela marca é a picape Tarok, que será posicionada entre a Saveiro e a Amarok, e fará concorrência direta à picape Toro, da Fiat, e Duster Oroch, da Renault. Apesar de o modelo da foto ser um conceito, a Volkswagen garante que o carro de produção sofrerá pouquíssimas alterações de design. Com certeza não terá logomarca nem grade dianteira iluminada.

Com 4.914 mm de comprimento, 1.830 mm de largura (sem os espelhos externos), 1.677 mm de altura (sem os trilhos do teto) e entre-eixos de 2.990 mm, a Tarok promete bancos traseiros rebatíveis, para aumentar assim a área de carga da caçamba, que poderá carregar objetos de até 2.775 mm.

O motor será o 1.4 TSi TotalFlex, de 150 cv de potência e 250 Nm de torque máximo, acoplado a uma transmissão automática de seis marchas, e tração integral 4MOTION.

T-Cross
O SUV compacto T-Cross também está em destaque no estande da Volkswagen. Terá duas opções de motores, 250 TSI Total Flex de até 150 cv de potência a 4.500 rpm (etanol/gasolina), e torque máximo de 250 Nm (25,5 kgfm), acoplado à transmissão automática de seis marchas com função Tiptronic e aletas (“shift paddles”) para trocas no volante.

Outra opção de motor será o 200 TSI Total Flex de até 128/116 cv a 5.500 rpm (etanol/gasolina) e torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm) entre 2.000 a 3.500 rpm (e/g), que poderá ser combinado à transmissão manual ou à automática com função Tiptronic (também com as aletas no volante), ambas de seis marchas.

O T-Cross mede 4.199 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (9 mm mais alto que o T-Cross europeu). A distância entre os eixos do modelo que será produzido no Brasil é maior: 2.651 mm (88 mm a mais do que a distância entre-eixos do T-Cross europeu).

Golf GTE
A Volkswagen aproveitou ainda para informar o lançamento do híbrido plug-in Golf GTE no mercado brasileiro. A marca promete iniciar as vendas em 2019.

O Golf GTE conta com um motor TSI (150 cv) e um motor elétrico (102 cv) que, somados, disponibilizam 204 cv. Com diferentes modos de condução, o Golf GTE pode rodar apenas com eletricidade, em modo “híbrido” com um dos motores independentes ou juntos, no modo GTE (ambos motores atuam para proporcionar o máximo desempenho dinâmico).

O Salão Internacional do Automóvel de São Paulo ocorre de 8 a 17 de novembro, das 13h às 22h (com entrada até as 21h), e no domingo, 18 de novembro, das 11h às 19h (com entrada até as 17h), no São Paulo Expo (rod. dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo – SP). Ingressos a partir de R$ 27,50.

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.