CooperStandard apresenta novo produto de vedação

A fabricante de produtos de vedação automotiva e tubulações de freio e combustível CooperStandard acaba de apresentar no Brasil o Fortrex, um elastômero que substitui as borrachas de vedação que tem como principais benefícios redução de peso, durabilidade e flexibilidade em formas e cores.

Segundo o diretor geral da CooperStandard na América do Sul, Jurgüen Kneissler, o produto já é utilizado no Ford Explorer, nos Estados Unidos, e em breve estará também no BMW X2. “Acabamos de apresentar o produto para todos os nossos clientes no Brasil”, afirma Kneissler ao comentar que o Fortrex tem praticamente o mesmo custo do produto convencional e, as fábricas da empresa no Brasil têm total condições de produzir o componente localmente.

Balanço
Em novembro do ano passado, a CooperStandard inaugurou uma nova planta em São Bento do Sul (SC), onde produz mangueiras flexíveis para freios e tubos para conexões de turbo para automóveis.

Com faturamento total de R$ 350 milhões em 2018, a empresa obteve crescimento de 15% sobre 2017, mas, apesar disso, Kneissler comenta que o ano passado foi um ano bem difícil. “Sentimos muito impacto com o câmbio”, diz ao explicar que 60% dos insumos utilizados são importados e, por isso, o preço do dólar influencia muito nos resultados. “Mesmo crescendo, não conseguimos balancear nossas contas, ainda”, lamenta.

Expectativas
Nem por isso a empresa está parada, aguardando o dólar cair. Kneissler afirma que existem planos de expansão, uma vez que já tem diversos novos projetos fachados com GM, Volkswagen, Renault, Hyundai entre outras montadoras. “Vamos investir em uma nova planta no estado de São Paulo, para produzir tubulações de freios e combustíveis, que são produtos de logística complicada e precisam ser feitos próximos aos clientes”, afirma.

Ainda sem localização definida, a nova planta deve ficar em área entre 100 a 150 km da Capital. “Precisaremos iniciar as atividades imediatamente nesta nova planta, assim estamos procurando um galpão já pronto”, dz o executivo.

Com todos os novos projetos, Kneissler espera crescer 25% este ano, em comparação ao 2018. “Temos de chegar ao breakeven este ano”, afirma.

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.