Como enfrentar a lama

A Goodyear promove nesse sábado (24/8), em Aracaju (SE) um workshop voltado para a condução fora de estrada, ou off-road. As dicas para enfrentar os obstáculos das trilhas  serão dadas pelo piloto Felipe Zacarias, que explicará a utilização dos pneus certos para cada tipo de percurso.

Felipe Zacarias explica a importância da escolha certa do pneu. “Em meio ao lamaçal é recomendado usar pneus com os sulcos mais profundos, pois eles têm maior facilidade para remover a lama durante o percurso. Eles cavam a lama e ganham maior tração. Os modelos mais estreitos e altos são os mais adequados para esse tipo de piso. Em terrenos com muita areia a tração é muito mais precária, pois a estrutura é mais fina e faz os pneus escorregarem com maior facilidade. Neste caso, os pneus indicados são aqueles mais largos e lisos, pois apresentam uma boa flutuação e geram maior contato com o solo, evitando que cavem buracos durante o percurso, sem atolar o veículo”, diz .

Dicas importantes

 Ultrapassagens em pontes de madeira – Se desconfiar das condições do local, desça do carro e analise a ponte, buscando mapear os lugares em que a madeira esteja em melhores condições. Se houver dúvida sobre a segurança do local, procure um desvio. Caso não seja possível passe devagar e em velocidade constante pelos lugares que estiverem mais firmes.

Terrenos com areia – Procure evitar areia fofa. Se o veículo afundar, tome cuidado para não apoiar os eixos, acelere pouco, mantenha velocidade constante. Em praias, verifique as tábuas de maré e evite circular perto da água. Em dunas, ande sobre a vegetação rasteira (onde o terreno é mais firme), desça o morro em marcha reduzida e peça ajuda a pessoas acostumadas com o terreno.

Barro/Lama – Faça um reconhecimento a pé para antever problemas. Verifique a existência de paus ou pedras que possam furar o pneu ou bater embaixo do veículo. Observe a existência de valas profundas em que haja a possibilidade de atolar. Utilize um pedaço de pau ou bambu para medir a profundidade do alagadiço. Ao passar use velocidade baixa e constante e não acelere demais, pois isso pode fazer com que os pneus percam a aderência e patinem. Evite passar em facões feitos por outros carros, em especial se forem profundos. Prefira o terreno mais irregular.

Mata fechada – Nesta situação preste atenção aos espelhos retrovisores e à antena do rádio para não os danificar no trajeto. Em veículo aberto, o cuidado com passageiros deve ser redobrado, evitando possíveis escoriações com galhos e espinhos. Caso tenha dúvidas sobre a segurança do trajeto, pare o carro e verifique se embaixo de folhas e troncos caídos existe algum buraco, depressão mais acentuada ou erosão. Não tente cortar caminho, mesmo com GPS e mapas de boa qualidade em mãos. Tomar essa decisão pode ser desastroso para a natureza.

Antonio Puga

Antonio Puga

Antonio Puga é jornalista, especializado no setor automotivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.