Honda Accord V6 3.5 – Econômico e silencioso

Sem alterações desde a última reestilização em 2013, o Accord é o sedan grande de luxo da Honda no Brasil, porém nos Estados Unidos é o carro típico do consumidor médio, muito apreciado pelas mulheres. Já por aqui compete em um mercado mais nobre, entre executivos de cargo de diretoria e presidência.

Invalid rotator ID specified (path erc_67_1433433202 doesn't exist). Unable to display rotator.

A questão toda é preço. Disponível em duas versões de motores, quatro-cilindros de 2.4 litros e V6 de 3.5 litros, custa respectivamente R$ 119.900 e R$ 147.900. O modelo avaliado nesta reportagem é a topo de linha, V6 3.5 de 280 cv e câmbio automático de seis velocidades.

Vida a bordo
O que impressiona no Accord é o silêncio de funcionamento do veículo. Uma vez dentro do carro, com os vidros fechados, pouco se ouve o ronco do motor, mesmo quando se acelera fundo e leva o giro ao limite. O segredo é o sistema de controle ativo de ruído e vibrações, dispositivo que utiliza o sistema de áudio para neutralizar o ruído do motor por meio da emissão de um campo invertido com diferença de fase de 180°.

Realmente funciona bem, porém para quem gosta de ouvir o ronco do motor V6, pode ficar decepcionado com a aplicação desta tecnologia.

Outra tecnologia bem interessante que equipa o Accord V6 é o sistema de gerenciamento variável de cilindros (VCM) que monitora o funcionamento do carro a partir de parâmetros como velocidade, giro do motor e posição da borboleta, e decide se aciona uma (3 cilindros) ou duas (6 cilindros) bancadas de cilindros.

O resultado é economia de combustível, tanto que em testes de rodagem consegue excelente consumo de 9 km/l na cidade, e o bacana é que funciona de forma totalmente transparente, sem prejuízo para o desempenho, uma vez que ao sentir a necessidade de potência aciona os 6 cilindros imediatamente.

A posição de dirigir é confortável e muito fácil de se adaptar apesar dos quase 4,9 metros de comprimento. Para o padrão brasileiro, é um carro grande. Os bancos são macios e apesar de ser pensado no conforto, tem um comportamento dinâmico muito bom, graças ao bom conjunto motor-câmbio, suspensão bem regulada para as condições de piso brasileiro (não muito duro nem mole demais), e as rodas aro 17” calçadas com pneus 225/50.

Para quem pensa em ter um, fique alerta para a diferença de calibração dos pneus para uso em alta velocidade. Se for andar acima de 160 Km/h, deve calibrar os pneus com 35 psi, ao invés de 32 psi. Se não fizer, corre-se o risco de desgaste prematuro dos pneus, por conta de maior atrito com o asfalto.

Ficha técnica
Honda Accord V6 3.5
Motor: dianteiro, transversal, V6 24V SOHC iVTEC
Cilindrada: 3.471 cm3
Potência: 280 cv a 6.200 rpm (e/g)
Torque: 34,6 kgfm a 4.900 rpm (e/g)
Câmbio: automático de 6 velocidades
Direção: elétrica
Tração: dianteira
Pneus: 225/50 R17
Freios: dianteira a disco ventilado e discos sólidos na traseira, com ABS, EBD e ESP
Dimensões: comprimento, 4.890 mm; largura, 1.850 mm, altura 1.470 mm e entre-eixos, 2.770 mm
Peso: 1.629 kg
Volumes: porta-malas – 447 l; tanque de combustível: 65 l
Desempenho: 0 a 100 km/h: 6,6 s; velocidade máxima 210 km/h
Consumo (Km/l): – cidade – 9; estrada – 13

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.