Retomada e otimismo no Salão Duas Rodas 2017

Em clima de otimismo, o Salão Duas Rodas 2017 reuniu durante os dias 14 e 19 de novembro as principais marcas de motocicletas comercializadas no Brasil, no São Paulo Expo Imigrantes. Porém, o cenário ainda não é de crescimento sustentável. Dados da Abraciclo, associação que representa as montadoras de motocicletas e bicicletas, a produção no acumulado dos dez meses deste ano foi de 729.268 unidades, o que representa recuo de 7% em relação à igual período do ano passado, quando foram fabricadas 784.519 unidades.

Da mesma forma, as vendas no atacado (para as concessionárias), apresentou recuo de 9,4% no acumulado do ano, com 672.971 unidades em 2017 ante 742.933 no ano passado. Já os emplacamentos recuaram 5,5%: 708.299 licenciamentos em 2017 ante 749.834 no ano passado.

A “salvação da lavoura” tem sido o mercado externo. As exportações cresceram 37,7% nos dez meses do ano, com volume total de 67.005 unidades, ante 48.663 unidades registrados em igual período de 2016. O principal destino das motocicletas exportadas ainda é a Argentina.

Retomada
Mas, se os números do acumulado do ano não são bons, por que tanto otimismo? Segundo levantamento da Abraciclo, outubro foi um mês de superação, com aumento na produção e vendas no atacado e varejo. Em relação à setembro, a produção apresentou ligeiro crescimento: foram produzidas 77.076 motocicletas em outubro, ante 76.668 unidades fabricadas em setembro, porém em relação a outubro de 2016, houve melhora de 7,8% quando foram produzidas 71.520 unidades.

Já nas vendas no atacado, os números são ainda melhores: em outubro deste ano foram comercializadas 69.620 motos, alta de 9,8% sobre as 63.428 unidades registradas no mês anterior; e no comparativo com outubro de 2016, o aumento foi de 17% (59.480).

Por fim, os licenciamentos registrados pelo Renavam totalizaram 68.236 unidades em outubro, alta de 3,1% sobre as 66.209 motocicletas emplacadas em setembro. Na comparação com outubro do ano passado (62.554 unidades) foi verificado aumento de 9,1%.

Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, comentou: “A estabilidade no volume de produção confirma a tendência para a melhora do desempenho da indústria a partir do próximo ano”, diz . Em relação às vendas, Fermanian diz que “a recuperação das vendas no atacado em outubro vai contribuir para refletir o aumento no varejo, pois em geral os estoques nas concessionárias se encontram bem controlados e em relação a alguns modelos estão abaixo do ideal”.

Otimismo
De acordo com Fermanian, os associados da Abraciclo investiram cerca de R$ 30 milhões em instalações, equipamentos e atrativos no Salão Duas Rodas deste ano. Pelo que demostraram, foi um dinheiro bem gasto. O público teve oportunidade de conhecer muitas novidades, motos dos sonhos e também adquirir lembranças das marcas por preços acessíveis. Confira os principais destaques de cada montadora nos links a seguir.

 

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto
alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *