Virtus, o mini Jetta

Com proporções similares ao Volkswagen Jetta, o Volkswagen Virtus foi apresentado como uma opção de carro familiar para jovens pais que precisam de mais espaço porém não se importam tanto com potência, torque ou qualquer outro atributo que no passado fascinava o comprador de automóvel. Isso porque o consumidor mudou, e quer agora mais economia na hora de abastecer e também ficar conectado ao celular, mesmo atrás do volante.

O app Meu Volkswagen com sistema IBM Watson

Dessa forma, o grande atrativo do sedan Virtus é o sistema IBM Watson, projeto de inteligência artificial que permite ao condutor conversar com o veículo, sempre que se sentir solitário. Claro que neste momento de início de tecnologia, o Watson só responde questões relacionadas às funcionalidades do carro, a partir da base de dados do manual do proprietário, aquele livrinho que fica esquecido no porta-luvas e só começa a ter valor real quando o automóvel vira antigo, anos mais tarde, e a publicação se torna mais rara que o veículo em si.

Interior da versão 200TSI Highline, com painel de tela de alta resolução e sistema multimídia

Essa nova forma de interação homem-máquina promete revolucionar o mercado automotivo. Já aconteceu no passado com o rádio, TV e mais recentemente com a internet e o celular. Logo os seres humanos estarão conversando com a geladeira e até mesmo a privada, e, enquanto isso, as relações interpessoais se tornam cada vez mais impossíveis, pois tudo é bulling, preconceituoso ou desrespeitoso. Pelo menos os objetos não reclamam, ainda.

Virtus
Além de conversar com o dono do carro, o Virtus serve para locomoção. Tem design atraente, não é feio, nível de acabamento bom para a categoria, mas está longe de ser um carro premium ou de luxo. É uma boa opção, pois virá com todo pacote tecnológico presente no hatch Polo, recém lançado pela Volkswagen. E isso significa motor 1.0 TSI (turbo, com injeção direta), de 128 cv e 200 Nm de torque máximo, acoplado a caixa de transmissão automática de seis marchas Aisin.

Nas medidas, o Virtus é quase do tamanho do Jetta

Nas medidas, o Virtus conta com 4,48 metros de comprimento, 1,47 m de altura e 1,75 m de largura. Mas o destaque é o entre-eixos de 2,65 m, mesmo tamanho do Jetta.  Eis o motivo pelo qual os executivos da marca enfatizam que o novo sedan é quase um Jetta. O porta-malas é grande: carrega 521 litros.

Nesta primeira aparição do modelo, a marca anunciou versões com o já citado motor 1.0 TSI e outra com motor aspirado 1.6 MSI, de 117 cv e 16,5 kgfm de torque. Os preços ainda não foram divulgados, mas se o Polo 1.6 MSI custa R$ 54.990, o Virtus deve ser um pouco mais caro que isso, na versão mais simples. O lançamento oficial ocorre em janeiro 2018, assim como as vendas no varejo.

Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto
alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *