Mini Cabrio comemora 25 anos

A Mini comemora este ano os 25 anos de um dos modelos, o Cabrio. O conversível “nascido      no Reino Unido, em 1993, foi o primeiro veículo da marca com carroceria conversível, denominado Rover Mini Cabriolet, ele chegou ao mercado britânico em junho daquele ano, influenciado pelo sucesso obtido por uma versão exclusiva criada pela empresa alemã Lamm Autohaus, dois anos antes, e batizada de Mini Lamm Cabriolet. A Lamm Autohaus removeu o teto do veículo e promoveu a venda de 75 exemplares do modelo modificado. O sucesso foi instantâneo e todas as unidades do Mini conversível foram vendidas imediatamente alçando o Cabriolet ao status de um dos mais raros Mini já produzidos.

Com a alta procura o Mini Cabriolet custava quase o dobro do valor de um Mini Clássico. A nova versão foi disponibilizada em duas combinações de cores: Caribbean Blue (azul), com teto removível cinza, e Nightfire Red, com teto também em vermelho. O modelo trazia rodas Revolution, de 12 polegadas, listras finas brancas percorrendo a lateral da carroceria, e uma ampla grade frontal cromada.

Outra característica é que a carroceria recebeu reforços para acomodar o novo capô. Na época, a mecânica do Cabriolet era idêntica ao do Cooper 1.3i. O interior do veículo, no entanto, foi luxuosamente adornado com painel em madeira de nogueira, volante revestido de couro preto e cintos de segurança coloridos.

Em 2004 chegava um novo Mini. Ele foi lançado no mercado europeu em três versões –One Cabrio, Mini Cooper Cabrio e Mini Cooper S Cabrio. Além dos novos para-choques dianteiros e traseiros, diferenciados em relação a versão hatch, a gama de cores externas disponibilizada para o modelo contava com 10 tonalidades diferentes. Desde o lançamento do Cabrio, mais de 89 mil unidades desta versão foram vendidas no Reino Unido, sendo o Cabrio a mais popular, com 43% do total das vendas.

A Mini acrescentou em 2009, um toque exclusivo ao conversível com a introdução do ‘Openometer’, um mostrador situado à esquerda do painel de instrumentos e que permitia ao motorista verificar quanto tempo ele dirigia com o teto recolhido. O medidor rebatizado mais tarde de ‘Always Open Timer’, ainda é oferecido no Cabrio e pode ser acessado como um mostrador digital na tela do MINI Visual Boost. A função ‘Rain Warner’ também é exclusiva do Cabrio. Disponível desde 2016 no conversível, este recurso monitora a previsão do tempo na região onde o veículo se encontra. E se a possibilidade de chuva for alta no percurso, o computador de bordo avisará o motorista aconselhando-o a fechar o teto caso ele esteja abaixado.

Em março último, o novo Cabrio foi lançado no mercado europeu com novas atualizações de design e tecnologia. Além do teto de acionamento totalmente elétrico, cada modelo vem com faróis e lanternas equipados com LEDs, Controle de Distância de Estacionamento Traseiro (PDC), tela de 6,5 polegadas, chamada de emergência inteligente (E-call), rádio digital e conectividade Bluetooth entre outros itens de série. Atualmente, é oferecido em cinco opções de motorização – One, Cooper, Cooper S, Cooper D e Cooper SD – equipadas com motores de 3 ou 4 cilindros, movidos a gasolina ou diesel, e associadas a transmissões automáticas ou manuais de seis, sete ou oito marchas.

Antonio Puga

Antonio Puga

Antonio Puga é jornalista, especializado no setor automotivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.