Vendas de importados ainda patinam no País

As dezesseis marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 2.495 unidades, anotaram em fevereiro último alta de 0,8% em relação ao primeiro mês do ano de 2019, quando foram vendidas 2.475 unidades importadas. Ante fevereiro de 2018, quando foram comercializadas 2.577 unidades, porém, a queda foi de 3,2%.

“Novamente não foi um bom mês para o setor de veículos importados porque amargou resultados negativos acima da média do mercado interno, que apresentou 189.850 unidades emplacadas em fevereiro último, apenas uma queda de 0,5% em relação a janeiro, e alta de 25,2% ante de fevereiro de 2018”, analisa José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, para quem a economia brasileira ainda dá sinais de recuperação lenta.

Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, CAOA Chery, Land Rover e Suzuki fecharam fevereiro último com 2.335 unidades emplacadas, total que representou alta de 18,6% em relação a janeiro de 2019, quando totalizaram 1.969 unidades e significaram alta de 87,1% ante fevereiro de 2018, quando anotaram 1.248 unidades.

Em fevereiro último, ao considerar somente os veículos importados por associadas à entidade – total de 2.495 unidades -, o setor significou marketshare de 1,3%.  Com 4.850 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 2,54% do mercado total de autos e comerciais leves (189.850 unidades).


Alexandre Akashi

Alexandre Akashi

Editor da Revista Farol Alto alexandre@farolalto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.